Genética básica

O Gene Pescoço Pelado
1 de junho de 2018

Genética básica


Olá pessoas.
Esse post servirá como base para nossas conversas sobre genética. Embora seja um tema de razoável entendimento, pode ser que ainda gere algumas dúvidas se não estivermos muito acostumados à ele, então vamos dar uns passos para trás para pegar impulso.


Precisamos entender basicamente das leis da hereditariedade, principalmente das leis de Mendel, para tanto, não podemos esquecer que todos os animais (inclusive nós) tem metade do gene do pai e metade da mãe. Mãe e pai na genética são chamados de genitores. Portanto um frango caipira tem 50% dos genes do galo e 50% dos genes da galinha, seus genitores. Esses genes tem informações genéticas que vão produzir determinada característica no animal, por exemplo a crista, cor tamanho, etc. Se o galo tiver o gene para crista simples e a galinha também, e esse frango herdará esses genes de seu genitores, logo terá a crista simples, ou como dizemos geneticamente será homozigoto (homo = igual; zigoto = célula reprodutiva) ou seja seus genes PARA ESTA CARACTERÍSTICA são iguais tanto a herdada pelo pai, quanto a herdada pela mãe. Caso um dos genitores tiver a crista ervilha e doar esse gene ao frango, então ele terá um gene crista ervilha e outro crista simples, logo ele será heterozigoto. (hetero = diferente; zigoto = célula reprodutiva).

Você verá muitos por aí chamando homozigoto de "puro" e heterozigoto de "hibrido" embora não seja correto, não está totalmente errado.
Muito bem, como falamos se um galo e uma galinha com crista simples (homozigoto) forem cruzados, todos os pintinhos serão crista simples, tal qual se um galo e uma galinha com crista ervilha (homozigoto) for cruzada todos os pintinhos serão crista ervilha. O que seria de se esperar. Mas o que aconteceria se um galo crista simples (homozigoto) fosse cruzado com uma galinha crista ervilha (homozigoto)? No primeiro momento poderíamos supor que metade seria simples e metade seria ervilha, uma dedução lógica, mas o que acontece é que todos os pintinhos serão crista ervilha (heterozigoto), pois eles terão o gene do galo (crista simples) e o gene da galinha (crista ervilha). Observamos que o gene para crista ervilha é mais forte que o gene para a crista simples. Em função dessa "força" Mendel percebeu há a interação dos dois progenitores, então criou a sua primeira lei, a lei da pureza ou 1° lei de Mendel, onde ele diz: "Cada característica é determinada por um par de fatores (genes) herdado um de cada progenitor" Mendel denominou de Dominante o gene mais forte e Recessivo o gene mais fraco, assim, segundo a primeira lei de Mendel podemos afirmar que o gene crista ervilha é dominante em relação ao gene crista simples, o que é verdade.
genética Mas e se cruzarmos dois irmãos crista ervilha heterozigoto (resultado do cruzamento entre esse galo crista simples e essa galinha crista ervilha)? teremos animais crista simples e animais crista ervilha, o que prova que o gene crista simples foi sim herdado pela descendência, mas não dominou o gene crista ervilha. Essa proporção de pintainhos será de aproximadamente 75% crista ervilha e 25% crista simples. Conforme podemos observar na figura abaixo.
genética de galinhas Essa lei é o que ocorre com TODOS os genes dos animais. E embora haja outros genes que irão interferir na perfeita expressão desses genes, os chamados genes epistáticos ou ainda algumas características que irão sofre mais ou menos influência do meio ambiente (manejo, clima, doenças) podemos seguramente tomar isso como verdade para o que propomos aqui e todas as vezes que se fizer necessário eu irei fazer as necessárias ressalvas.
A segunda lei de Mendel, lei da segregação independente, diz, sendo muito reducionista, que quando considerarmos dois genes distintos, crista e cor da pena por exemplo, essa segregação será independente. A título de exemplo se cruzarmos um galo canela branca com crista simples com uma galinha canela amarela com crista ervilha, na primeira geração teremos todos os descendente canela branca (dominante) com crista ervilha (também dominante) e se cruzamos essa descendência entre si, como fizemos no exemplo das cristas teremos tanto animais com canela branca e crista simples, quanto canela amarela com crista simples, ou ainda canela branca com crista ervilha e canela amarela com crista ervilha, numa proporção de aprox. 56% canela branca e crista ervilha, 18% canela branca e crista simples, 18% canela amarela e crista ervilha e 6% canela amarela e crista simples. O que prova que os genes se distribuem de forma independente uns dos outros. O que Mendel ou não previu ou não levou em consideração foi que alguns genes estão muito perto no mesmo cromossomo o que interfere nessa proporção, como é o caso clássico do gene O, de ovos azuis do gene P da crista ervilha, que será um papo para outro post.
É isso, precisamos entender que existem genes dominantes e genes recessivos e que eles serão transmitido para a prole de forma independente uns dos outros. Se você conseguiu entender isso irá entender todo o resto. De novo, as exceções a regra (gene ligados, codominância, epistasia e outras variantes serão discutidas quando pertinente).